sábado, 15 de dezembro de 2012

Resenha: O Primeiro Dia - Marc Levy


Livro: O Primeiro Dia  

ISBN :  9788581050980

Autor: Marc Levy

368 páginas


Ano: 2012


Editora: Suma de Letras


Ambiciosa e apaixonada, a arqueóloga Keira comanda uma escavação no Vale de Omo, na Etiópia – e, quando uma tempestade de areia destrói o local, se vê obrigada a retornar à Europa. Mas traz consigo um estranho pingente, que recebeu das mãos de um menino etíope. Em Londres, disputando uma bolsa de pesquisa, seus caminhos se cruzam com o de Adrian, um renomado astrônomo – e seu ex-caso, de muitos anos atrás. Numa visita ao apartamento dele, ela esquece lá o pingente, acendendo em Adrian tanto o interesse científico pela origem do artefato quanto o amoroso por sua dona. Logo se tornará claro para o casal que eles não são os únicos interessados no pingente, e que há gente disposta a tudo para consegui-lo. Keira e Adrian partem numa viagem que os levará a vários continentes, seguindo mapas traçados a partir das estrelas e pistas enterradas no solo. E sua meta é achar a resposta para perguntas que intrigam a todos desde o início dos tempos.


Olá pessoas, depois de um tempinho longe, voltei com mais uma resenha para vocês!!! Vou falar sobre O Primeiro Dia, de Marc Levy, lançado pela Suma das Letras. Participei do book tour deste livro realizado pelo blog Entrando Numa Fria.
Tive uma primeira experiência com o autor ao participar de um book tour de  E Se Fosse Verdade , promovido pela Juh Oliveto do blog Livros e Bolinhos. Amei a narrativa poética do autor. E então resolvi participar deste book tour, pois este livro foge um pouco do gênero do autor. Vamos à resenha então?

O Primeiro Dia conta uma história que mistura suspense, ficção cientifica, romance, aventura e muito mistério. É o primeiro de dois livros que contam a aventura de Keira e Adrian . Então neste primeiro livro, o autor foca em apresentar a história e os personagens.

Keira é uma arqueóloga que sonha em encontrar o primeiro ser humano que habitou a terra. Já Adrian é um astrofísico em busca da primeira estrela que brilhou no céu. Ambos precisam de recursos para dar seguimento aos seus projetos e participam de uma seleção com este objetivo. É quando eles se encontram. Os dois são completamente diferentes: Keira é muito misteriosa, individualista e egoísta em muitos momentos, pensando apenas na sua carreira. Adrian é mais romântico, tranquilo e apaixonado.

A história é narrada pelos dois protagonistas em capítulos alternados. Achei que este foi um ponto positivo, apesar de uma certa confusão inicial. Eu gosto quando uma história é mostrada sob diferentes pontos de vista. E é através desta estratégia que o autor vai nos mostrando a personalidade de cada personagem, suas histórias de vida, frustrações , etc. Gostei muito dos personagens secundários, foram essenciais para a trama e muito bem elaborados. Gostei  principalmente de Walter, o chefe de Adrian.

Achei que o romance dos dois foi muito fraquinho, não consegui torcer pelo casal.  Não sei se foi porque não me simpatizei muito com a Keira, ou se na verdade ainda estava esperando um romance como no livro E se fosse verdade. Sei que o livro não é um romance, mas mesmo assim, Keira e Adrian não me convenceram como casal.

Adoro a narrativa do Marc Levy, mas achei o inicio arrastado demais para um livro de suspense. Estou mais acostumada com o ritmo acelerado neste tipo de trama. A parte boa foi que pudemos conhecer bastante os protagonistas e os mínimos detalhes da história. E apesar de arrastada, a narrativa de Marc Levy, é sempre muito boa, sempre trazendo um elemento de magia para a história.

O livro trata de questões sobre a origem da vida, misturando elementos científicos e religiosos e gostei disso, acho que o autor foi ousado, já que esta abordagem costuma ser polêmica. Gosto de livros de ficção cientifica, que exploram bem esta temática, mostrando os conflitos por trás das descobertas.

Para finalizar, posso dizer que gostei bastante do livro e espero ter a oportunidade de ler a continuação, A Primeira Noite, que já foi lançada aqui no Brasil , pela Suma das Letras. Quero agradecer ao blog Entrando Numa Fria pela participação do Book tour. Fico por aqui aguardando os comentários, bjnhos Pri.


12 comentários:

  1. Oi querida!
    Conheci a escrita do autor por meio de Tudo Aquilo Que Nunca Foi Dito e me apaixonei!
    Vi muitos dizerem o mesmo que você, que esse começo é enrolado, que o romance não convence muito, mas que o livro é bom.
    Comprei ele e A Primeira Noite em promoção no submarino, vamos ver o que vou achar!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  2. Ainda não li nada dele. Mas acho que também vou sentir falta do romance... ai ai ai

    Bjs

    http://www.codinomeleitora.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li nada desse autor, mas estou curiosa.

    Essa série parece interessante.

    ResponderExcluir
  4. Este autor é novo pra mim, porem tenho curiosidade pra ler seus livros. Gostei deste romance e ele ja esta na minha lista.

    ResponderExcluir
  5. Gosto dos livros de Marc Levy,muito boa sua resenha me deixou com mais vontade de ler,adorei o livro E Se Fosse Verdade,também quero ler a continuação A Primeira Noite.

    ResponderExcluir
  6. Adorei a resenha! Fiquei bem curiosa!

    ResponderExcluir
  7. Já ouvi muitos comentários positivos sobre o livro e o autor, espero ler o livro algum dia!

    ResponderExcluir
  8. Sua resenha me deixou com vontade de lê-lo, mistura vários gêneros e acredito que o autor conseguiu colocá-los de maneira genial, quero mt ele em minhas mãos.

    ResponderExcluir
  9. Eu gostei do livro, mas não achei que foi isso tudo. Espero gostar mais da continuação!

    ResponderExcluir
  10. Gosto muito do Marc Levy, adoro que os livros dele não se desenvolvem pelo romance e sim por uma história mais densa, algo que nos faz refletir. Estou doida por esse livro, e quando for lê-lo vou com a cabeça livre para não comparar com outras obras dele =D
    bjs

    ResponderExcluir